logo banner

Projeto incentiva agricultura familiar e preservação de sementes crioulas em Juiz de Fora

Por PATRICIA em 22/05/2022 às 17:01:16

Ação é uma parceria do Jardim Botânico da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Iniciativa prevê a conservação de sementes crioulas e coleta da agrobiodiversidade

Dirceu Portugal/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Com o intuito de incentivar a agricultura familiar e a preservação de sementes crioulas, está sendo desenvolvido em Juiz de Fora o projeto de extensão “Conservação da agrobiodiversidade no âmbito do Centro de Pesquisa da UFJF”, uma parceria do Jardim Botânico da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Conforme a pró-reitora de Extensão, Ana Lívia Coimbra, o projeto de extensão fortalece a missão do Jardim Botânico em ser um espaço de articulação com a sociedade, especialmente no que se refere à sociobiodiversidade.

“Será possível promover a troca dialógica entre o conhecimento popular e o conhecimento produzido na Universidade", afirmou.

Como funcionará o projeto?

De acordo com a UFJF, o projeto de extensão contará com 4 eixos de ação. Uma delas é a implantação do Laboratório de Ecologia de Sementes e do Banco de Germoplasma do Centro de Pesquisa do Jardim Botânico.

A medida prevê o registro da agrobiodiversidade a conservação de sementes crioulas – aquelas melhoradas geneticamente pelos sistemas agrícolas tradicionais – e a coleta de agrobiodiversidade.

Segundo o diretor do Jardim Botânico, Gustavo Soldati, na câmara fria do laboratório serão armazenadas várias sementes crioulas dos agricultores e agricultoras familiares da região de Juiz de Fora.

"Se essa variabilidade estiver armazenada em um banco, como se fosse uma biblioteca, o agricultor pode ir lá, pegar essa semente crioula e depois plantá-la novamente. A informação genética não é perdida. No contexto desta câmara fria, nós vamos desenvolver um conjunto de procedimentos laboratoriais para garantir o vigor das sementes, buscando garantir sempre um alto padrão de qualidade”, explicou.

Estratégias de conservação das sementes e educativas

Agricultura familiar

GettyImages

Pelo menos duas estratégias diferentes de conservação das sementes serão aplicadas:

ex situ: será aplicada nas câmaras frias e consiste em conservar um recurso genético fora do seu habitat natural;

on farm: é baseada na produção e consequente conservação de sementes em meio ao campo.

A construção do conhecimento popular, de redes locais e a disseminação do conhecimento em Educação Ambiental também estão previstas, com ações como:

seminário sobre agrobiodiversidade e direito dos agricultores;

capacitação em manejo, conservação e produção de sementes crioulas;

construção de estratégias e políticas públicas para produção, conservação, melhoramento e difusão da biodiversidade agroecológica.

Outra ação educativa a ser realizada é a reprodução de um quintal de um sistema agrícola tradicional, para discutir a importância da agricultura familiar com os visitantes do Jardim Botânico.

“Vamos tratar da agrobiodiversidade, da importância do fortalecimento da agricultura familiar, a relação dela com cultura alimentar, soberania agrícola e nutricional e a importância política e histórica dos agricultores”, destacou Soldati.

Seminário

O 1º Seminário sobre Agricultura Familiar e Soberania Agrícola e Alimentar será realizado na próxima sexta-feira (27), às 14h.

O evento contará com a presença do deputado federal Patrus Ananias (PT), autor de emenda parlamentar que apoia o projeto de extensão.

Na ocasião, também haverá palestras sobre produção de café agroecológico e importância da agricultura familiar e agroecologia, além do anúncio da implementação de unidade técnica demonstrativa de café e uma unidade de recuperação de nascentes – ambas de base agroecológica.

VÍDEOS: veja tudo sobre a Zona da Mata e Campos das Vertentes

Fonte: G1

Comunicar erro
LINK NET

Comentários

AUTO ESCOLA